Quarta-feira, 08 Julho 2020
Fale com a gente! (18) 3022-2303

NOTÍCIA

12/03/2020

Saúde de Assis faz recomendações sobre H1N1

Saúde


Saúde de Assis faz recomendações sobre H1N1

A Secretaria Municipal de Assis, no intuito de evitar a disseminação da Influenza (gripe A ou H1N1), faz algumas recomendações importantes para serem seguidas pelas instituições públicas e privadas. Entre elas:

  • Manter ambiente bem ventilado e arejado
  • Higienizar as mãos com água e sabonete/sabão após tossir, espirrar ou usar o banheiro;
  • Evitar tocar os olhos, nariz ou boca após tossir ou espirrar ou após contato com superfícies; 
  • Não compartilhar alimentos, copos, toalhas e objetos de uso pessoal; 
  • Proteger com lenços, preferencialmente descartáveis, a boca e nariz ao tossir ou espirrar para evitar disseminação de gotículas das secreções. Na impossibilidade de usar lenços, recomenda-se proteger a face junto à dobra do cotovelo ao tossir ou espirrar; 
  • Prover dispensadores com álcool gel para as mãos;
  • Prover lavatório/pia com dispensador de sabonete líquido, suporte para papel toalha, papel toalha, lixeira com tampa com acionamento por pedal, para o descarte de lenços e lixo; 
  • Realizar diariamente a limpeza e desinfecção das superfícies dos ambientes de uso comum, como cadeiras, mesas, brinquedos, aparelhos e equipamentos em geral, pois o vírus da Influenza é inativado pelo álcool a 70% e pelo cloro;
  • Evitar uso de bebedouros e compartilhamento de copos/vasilhas. Estimular a utilização de garrafas de água individuais. 

A equipe epidemiológica da Secretaria orienta que indivíduos com sintomas gripais com febre, tosse ou dor de garganta e dor no corpo busquem atendimento médico.

Dentre as recomendações ainda há aquela que o indivíduo doente com síndrome gripal permaneça em casa durante os 7 dias após o início dos sintomas, período em que está transmitindo o vírus .

Assis já registra seis casos de H1N1, com exames realizados em laboratórios particulares, e uma morte com exame de H1N1 confirmado, cujo paciente era assistido em nível hospitalar. A Saúde ainda está em fase de investigação para saber se o mesmo apresentava alguma doença associada.

Segundo o secretário Adriano Romagnoli, a vacinação contra gripe deve ter início tão logo o Ministério da Saúde libere as doses.

 

 

Compartilhe: