Sábado, 28 Novembro 2020
Fale com a gente! (18) 3022-2303

NOTÍCIA

20/08/2020

Após três meses, Assis desativa Hospital de Campanha

Saúde


Após três meses, Assis desativa Hospital de Campanha

A prefeitura de Assis decidiu desativar o Hospital de Campanha, montado no ginásio de esportes da Associação Desportiva da Polícia Militar (ADPM), na avenida Félix de Castro, que iniciou o atendimento no final de maio, seguindo, então, uma tendência de todo o país, como modo de enfrentamento à pandemia do Covid-19.

O secretário de Saúde, Adriano Romagnoli Pires ratificou a informação e o decreto deve sair hoje. “Trata-se de uma boa notícia pois o fechamento do hospital de campanha indica que a pandemia está sob controle no município. Segundo ele, há um custo a ser pago pelo hospital e a procura não justifica sua manutenção.

“A ideia inicial era ter essa estrutura para combater as consequências do Covid-19, pois Assis é o ponto de concentração de atendimento regional na saúde e deveria estar preparado para tal. Mas não desperdiçaremos tudo o que foi pensado até agora e a estrutura deve ser transferida para o atendimento às pessoas que apresentarem os sintomas em outro local”, destacou.

Casos

A Secretaria Municipal da Saúde informa nessa quarta-feira, 19, mais duas mortes por Covid-19. A de um homem de 75 anos e uma mulher de 84. Ambos estavam internados na Santa Casa de Assis. Desde o início da pandemia 20 pessoas morreram em Assis vítimas dessa doença.
Nas últimas 24 horas também foram confirmados mais 25 casos de Covid-19, totalizando 921 pessoas que foram contaminadas pelo novo Coronavírus, entre os curados e os que ainda estão em isolamento.
Exames com resultados negativos somam 2.694.
Hoje, 528 pacientes aguardam resultados de exames realizados com suspeito da doença, enquanto 8 estão internados, entre confirmados e suspeitos.
Dos pacientes internados, uma mulher está no NAR do Hospital Regional de Assis, uma está em UTI e três em enfermaria. Três homens estão em enfermaria.
Hoje não são informados quantos pacientes estão curados e quantos pacientes confirmados e suspeitos estão em isolamento porque a Vigilância Epidemiológica adotou como protocolo divulgar esses dados somente às sextas-feiras.
Também por decisão da Vigilância Epidemiológica não mais serão informadas as idades dos pacientes hospitalizados e nem se estão em hospital público ou particular.
Todos os pacientes divulgados, com casos confirmados, negativos ou óbitos, assim como internados, são residentes em Assis.
Pacientes de outros municípios atendidos em Assis não são computados nesses dados, e sim no município de origem.
Entre as medidas que devem ser adotadas para evitar a transmissão do Coronavírus estão manter todos os protocolos de higiene, ficar em casa, se possível, e usar máscaras ao sair de suas residências, medida já obrigatória em todo o Estado de São Paulo e no Município de Assis.

Compartilhe: