Segunda-feira, 17 Junho 2019
Fale com a gente! (18) 3022-2303

NOTÍCIA

22/11/2016

Inter perde e fica a um passo da Série B

O Inter entrou em campo ontem à noite sob grande pressão.


Inter perde e fica a um passo da Série B

O Inter entrou em campo ontem à noite sob grande pressão: com a goleada do Vitória sobre o Figueirense, no final de semana, somar pontos contra o Corinthians no Itaquerão era fundamental. Mas não vieram três pontos, nem mesmo um. Com um pênalti mal assinalado, o Colorado perdeu por 1 a 0 para o Timão, dando mais um passo rumo à Série B do Campeonato Brasileiro. Para se ter uma ideia, se o Vitória conseguir apenas um empate em seus dois próximos jogos (contra o Coritiba, fora, e o Palmeiras, em casa), os gaúchos serão obrigados a ganhar seus últimos compromissos (diante do Cruzeiro, no Beira-Rio, e do Fluminense, fora). O rebaixamento pode vir já na penúltima rodada, caso os gaúchos não superem a Raposa e os baianos vençam em Curitiba.

A rivalidade entre Inter e Corinthians só cresceu desde que o Timão assumiu a liderança do Brasileiro de 2005 - e, posteriormente, foi campeão - com um pênalti mal marcado em cima do Colorado. Nas arquibancadas, torcedores erguiam DVDs, em alusão às declarações do vice de futebol Fernando Carvalho, de que faria um dossiê de imagens para denunciar à Justiça Desportiva os erros de arbitragem em favor dos paulistas.

Dentro de campo, os donos da casa deram um "calor" nos primeiros minutos, perdendo um gol incrível aos 11, quando Camacho chutou colocado e obrigou Danilo Fernandes a fazer uma grande defesa. Na sequência, William tirou de carrinho. A única chance boa do Inter, aos 18, foi quase acidental: em cruzamento de Vitinho, a bola desviou em Matone e passou perto da trave. Fora isso, o Colorado só teve oportunidades na bola parada, desperdiçando todas. O Corinthians seguiu com mais volume de jogo e quase ampliou aos 32, em chute de Marlone que raspou o travessão.

Na etapa final, com Seijas no lugar de Vitinho, o Inter ensaiou uma pressão, mas sequer conseguiu ameaçar o goleiro Walter. Aos oito minutos, um erro da arbitragem acabou dando outro rumo à partida. Ernando e Romero disputaram a bola pelo alto dentro da área e o juiz marcou um pênalti inexistente. Marlone fez 1 a 0 e colocou mais um erro na conta do DVD de Carvalho (ao final da partida, o presidente Vitorio Piffero criticou a arbitragem e prometeu formalizar queixa junto à CBF).

Já com Nico López no lugar do apagado Sasha, o Inter foi completamente dominado pelo Corinthians, que enfileirou chances perdidas, muitas graças às intervenções de Danilo Fernandes. Em uma delas, Marlone conseguiu desviar do goleiro, mas acertou a trave. A última cartada do estreante técnico Lisca foi a entrada de Valdívia no lugar de Aylon, mas nada mudou: o Inter seguiu inoperante no ataque e sofrendo ameaças constantes na defesa. Agora, só com um milagre para escapar da segunda divisão.

Compartilhe: